quarta-feira, 26 de julho de 2017


DAMPYR IRÁ À GALÍCIA!
A pedido do amigo Jordi Amades de Barcelona, Harlan irá a Galícia, ajudar Iria, amiga de Jordi, que mora na região e, tem afirmado categoricamente que um espírito está assediando Xoaquin, neto de um amigo dela!

Dampyr 195 - Costa da Morte - História de Giovanni Di Gregorio com desenhos de Claudio Stassi.

segunda-feira, 24 de julho de 2017


A FONTE DA VIDA!
Uma inquietante experiência nazista na Noruega, na época da Segunda Guerra Mundial, chamada "Fonte da Vida", tinha como objetivo (de sempre) criar uma super raça ariana, fazendo procriar homens e mulheres arrancados de seus países de origem, que se encaixavam nos requisitos do líder nazista Himmler. Quatro crianças tiveram sorte pior: através de um rito pagão, parece que nelas se encarnou terríveis divindades da Valhala (salão de 504 portas da mitologia nórdica, situado em Asgaard). Uma das crianças é Starkad, ele e a vidente Gudrun, pedem ajuda a Harlan para derrotar o terrível Loki...
Dampyr 203 - A Fonte da Vida - História de Nicola Venanzetti com desenhos de Arturo Lozzi.

sábado, 22 de julho de 2017



De Londres às Ilhas Hébridas
O primeiro encontro de nossa editora começa em Dylan Dog nº 371 e conclui-se em Dampyr nº 209. Começa na Londres do Detetive do Pesadelo e acaba nas Ilhas Hébridas, a oeste da Escócia. Harlan e Dylan conseguirão trabalhar juntos para salvar o mundo?  

Este encontro entre Dampyr e Dylan Dog é o primeiro da nossa Editora. Depois da primeira parte em uma Londres refém das mortais criaturas às ordens de Lodbrok, Harlan e Dylan parte para as Ilhas Hébridas, ao largo da Escócia, para frustar os planos de destruição do Mestre da Noite. Mas os dois têm idéias diferentes...

Além de marcar a conclusão desta memorável aventura dupla, o número 209 de Dampyr "O Detetive do Pesadelo", representa também a estréia de Bruno Brindisi nas páginas da coleção dedicada ao errante caçador de vampiros. O desenhista estreiou na Bonelli desenhando o próprio Dylan Dog, e apesar de seus trabalhos em vários outros dos nossos personagens, seu nome sempre esteve estreitamente ligado àquele do Detetive do Pesadelo.

Para celebrar o evento, apresentamos as duas capas da edição, que lado a lado formam um desenho, e cinco páginas da história, escrita por Mauro Boselli e desenhada, como dissemos, por Bruno Brindisi.



Matéria publicada originariamente no site: www.sergiobonellieditore.it

quinta-feira, 20 de julho de 2017


RYAKAR NÃO FUGIU À LUTA! 
Na Dimensão Negra a população é dividida em castas. Layselan mesmo sendo de uma casta superior, discorda do atual governo, que contratou as forças infernais para se manter no poder. Depois de condicionar a pequena Ljuba e fazê-la buscar o espelho negro (um portal) nos porões do Teatro dos Passos Perdidos, ela consegue chegar na Terra, em busca de Ryakar, um habitante da Dimensão Negra que vive por aqui há séculos. Eles têm o Mestre, Deemgar. Ela foi descoberta pelos nossos e consegue convencer Ryakar a retornar, para se tornar um dos líderes da resistência!

Dampyr 182 - Na Dimensão Negra - História de Mauro Boselli com desenhos de Maurizio Rosenzweig


terça-feira, 18 de julho de 2017


MARCO VILLA!
O novo desenhista de Dampyr nos apresenta mais uma página de seu trabalho, que ainda irá para as bancas italianas.

domingo, 16 de julho de 2017


HUGO MARKHAM
Erlik Khan não perdeu Harlan Draka por ter matado seu companheiro Kagyr Khan (um animal que podia assumir algumas formas)!
A guerra foi declarada...
Abaixo, podemos ver Erlik Khan, um Mestre da Noite, na sua versão humana, alías, um renomado antropólogo que está em Amsterdam, para divulgar seu novo livro, que fala sobre vampiros e dampyrs. Ele despista que está com dor de cabeça, mas na verdade, sentiu a presença de Harlan no local. Harlan foi buscar seu autógrafo.Erlik Mostra sua verdadeira face, deixa todos na sala, em estado de animação suspensa, inclusive Emil Kurjak. Quando acordarem, não lembrarão de nada... A guerra foi declarada!
Dampyr 200 - A Legião de Harlan Draka - História de Mauro Boselli com desenhos de Luca Rossi.

sexta-feira, 14 de julho de 2017


Neste quente julho, Dampyr continua impressionando! Depois do encorpado Maxi Dampyr, chega nas bancas, o número 208 da série regular, Camboja.

Camboja conclui a aventura Harlan, Kurjak e Tesla no sudeste asiático, iniciada no mês passado com "O Templo na Selva", que viu nossos heróis encontrar-se não somente com um novo Mestre da Noite, mas também com os fantasmas e os horrores de um dos maiores genocídios da história, aquele perpetrado por Pol Pot e seus Khmer Vermelhos contra o povo cambojano. 


Escrita por Giovanni Eccher, desenhada por Luca Raimondo e com uma sólida e belíssima capa de Enea Riboldi, a história "Camboja" é uma bela continuação. Na primeira parte vemos  os nossos heróis na pista do misterioso Mestre da Noite, que na época da ditadura se fazia chamar o irmão número 7 e serviu como alto oficial do exército de Pol Pot, mas que sabemos foi identificado no passado, como ninguém menos que o deus Garuda, nome que continua utilizar referindo-se a si mesmo. Os servos de Garuda parecem estar em toda parte, sabem tudo e sabem manipular as pessoas! Na segunda parte da história, que tem muita adrenalina e ação; Dampyr e seus companheiros deixam o Camboja e voam Bangcoc, procurando parar o Mestre da Noite com um plano arriscado e além dos limites a inconsciência.

 
Gostei muito desse episódio de Dampyr, como o seu predecessor, porque mostra claramente que não somente os Mestres da Noite a serem temidos ou qualquer outro horror sobrenatural, mas muitas vezes o Mal está encarnado em simples seres humanos, capazes de coisas tão terríveis que constrangem o mais perverso plano de qualquer potente vampiro. História e desenhos ótimos, da primeira a última página, adaptando-se perfeitamente ao ritmo da história, mais investigativa na primeira parte e mais explosiva no final (espetacular a batalha no céu entre Garuda na forma de Homem Pássaro & Harlan e companhia a bordo de um helicóptero Huey do exército).


Agora, só nos resta esperar o próximo mês, quando Dampyr encontrará pela primeira vez o Detetive do Pesadelo! E se ainda não tiver lido, recomendamos de ler também o Maxi Dampyr, que foi para as bancas no último dia de junho.

Marco Valle
Escreve sobre vídeo games, quadrinhos e lifestyle.
Mas também sobre gdr, filmes de televisão, filmes e coisas.
Sobretudo coisas



 Crítica publicada originariamente no site: www.justnerd.it

quarta-feira, 12 de julho de 2017


CAINDO NA ARMADILHA!
Dampyr está indo para a Bélgica rever Hanneke. No meio do caminho ajuda uma bela moça atacada por dois homens. Tudo é uma armadilha. Nosso heróis é atraído para a cidade de Aquisgrana (Alemanha), e preso na casa dos espelhos. A bela moça é o demônio Meridiana, escrava de Nergal. 
Dampyr 189 - A Casa dos Espelhos - História de Cláudio Falco e desenhos de Alessio Fortunato.