domingo, 31 de janeiro de 2016


SAKIKO UTEMARO!
A única coisa que Kenshin Hasegawa queria ao se desligar da Yakuza era ser feliz para sempre com sua amada Keiko. O passado voltou a bater na sua porta. Keiko foi raptada. Abaixo, ele aceita o contato com o possível sequestador de sua amada. Quem lhe aparece é a bela Sakiko. O irmão dela foi morto por Kenshin, e, ele morreu, sem revelar o segredo do avô da jovem. Os ancestrais da Família Utemaro, fizeram um pacto com um demônio, que os fez vencedores em todas as guerras que participaram. Ela quer trocar o fim da maldição com Kenshin, pela vida de sua amada. Para ir a uma ilha perdida do Pacífico, enfrentar demônios, Kenshin contará com a ajuda de um amigo especialista em eliminar demônios: Dampyr!
Os desenhos são de Fabrizio Russo e a história de Diego Cajelli - Dampyr 184 - Os esquecidos.

sexta-feira, 29 de janeiro de 2016


PERTO DEMAIS... 
O detetive Nuvuyo da polícia da Cidade do Cabo, jamais poderia imaginar que seu seu chefe está do lado oposto da lei! O detetive resolveu continuar a investigação sobre homícidios acontecidos no Distrito 6 (alguns com traços de ação de vampiros). Uma guerra para desocupar o Distrito, que poderá se tornar um grande conglomerado de prédios... Há Mestre da Noite da Noite, com a ajuda de um empresário local, por trás de tudo. A dedicação profissional de Nuvuyo custou-lhe a vida. A mãe do detetive conta a Dampyr, que a marca deixada no peito do seu filho é marca registrada de uma gangue do Distrito... Dampyr irá investigar!
 
 Desenhos de Michele Benevento e história de Claudio Falco - Dampyr 141 - Os fantasmas do Distrito 6.

quarta-feira, 27 de janeiro de 2016


PÁGINA DO DAMPYR MAGAZINE!
Página de Paolo Bacilieri, para a nova coleção dampyriana. Nas bancas italianas em novembro.
 

segunda-feira, 25 de janeiro de 2016


O QUE ESPERA POR DAMPYR EM 2016


DAMPYR: O MAL RETORNA
Muitos inimigos retornarão da sombra no eletrizante 2016 dos Matadores de vampiros de Boselli e Colombo.

Por Mauro Boselli

Entre Praga, Cagliari, Ucrânia, Galícia, Mesopotâmia e muitos outros lugares invadidos pelo terror, pela magia e pela morte, o nosso trio de heróis, auxiliados por numerosos aliados, se lançarão à caça de potentes Mestres da Noite, ferozes não-mortos, demônios, magos e fraternidades obscuras.

Retornarão Draka, o aviador Brumoswki, Erlik Khan, Amber e Araxe. Retornarão Sho-Huan, os Grandes Antigos e os seguidores de Kuen-yuen. Retornarão Taliesin, Lord Mordha e Black Annis. Se encontram vivos Nergal, Madame Bobash e Meridiana, enquanto novos ameaçadores personagens, como o demônio Rubicante, substituto de Nikolaus em Praga e o celebradíssimo mago Aliester Crowley, vulgo a 'Grande Besta", farão a primeira aparição oficial deles na série.
Encontraremos uma célula vampira da Ku-Klux-Klan e Kurjak enfrentará a morte na selva da Indochina. Taliesin, Drustan e os Cavaleiros do Lago enfrentarão os asseclas de Lord Marsden nas Highlands escocesas.



 O avião de Brumowski fazendo um voo noturno. O quadrinho faz parte de Dampyr 200,
desenhado por Luca Rossi, que será a cores. (Veja a página completa no final deste post)


Chegará o Dampyr Magazine, com uma aventura solitária de Tesla e uma mágica história escandinava com Gudrun e o pintor John Bauer. Enfim, o aguardadíssimo, longo e colorido Dampyr 200, Harlan Draka e uma legião de seus aguerridos aliados, não todos bons, não todos vivos, mas todos corajosos e impiedosos, duelarão contra Erlik, e a sua incrível armada de mortos e os seus monstruosos filhos. Será dado o primeiro passo para uma saga que cruzará antigos desafetos, a procura final pror Dolly McLaine, a batalha até a última gota de sangue contra Black Annis e o ataque contra Draka e a sua nova aliada no Mundo dos Mestres.

Abaixo podemos curtir as imagens do que nos aguarda...





Matéria publicada originariamente no site: www.sergiobonellieditore.it 

sábado, 23 de janeiro de 2016


CRÍTICA - DAMPYR

Número: 188
Episódio: A Marca de Horror de Carcosa
Argumento: Mauro Boselli
Roteiro: Mauro Boselli
Desenhos: Marco Santucci
Capa: Enea Riboldi
Letrista: Omar Tuis
Mês: 11-2015
Colorido: Não
Páginas: 96

A edição de Dampyr do mês de novembro contém uma aventura dedicada ao mito literário do "Rei do Horror"; um drama francês que, inevitavelmente, conduzia à loucura quem terminasse a leitura.
A veracidade deste texto é parecida com aquela do famoso "Necronomicon"; como a obra lovecraftiana, tem inspirado numerosos autores de horror do início do século XX, como Bierce e Hodgson, que o citaram nos contos deles.

Harlan decide ir a Paris para ajudar Angèlique, a filha da sua colega vendedora de livros, Anne; aonde estão acontecendo curiosos episódios que, inequivocadamente, parecem coligados às narrativas contidas na antologia do "Rei do Horror", em particular a lenda da cidade perdida de Carcosa.
Simultaneamente Kurjak, que foi para Nova York, encontra depois de ter assistido a um espetáculo teatral sobre o "Rei do Horror", um homem misterioso e imediatamente é catapultado para um mundo paralelo onde é feito o dono de uma máscara capaz de influenciar a vontade de quem a usa.
Os referimentos a Carcosa se fazem sempre mais frequentes e concretos, ao ponto que é inevitável concluir que alguém está tentando trazer para o nosso mundo aqueles obscuros mitos; cabe aos nossos heróis pará-lo, antes que seja muito tarde.

Também desta vez Boselli dá demonstração da sua capacidade de mover-se entre o quotidiano e o fantástico sem afetar o fluxo da narração, respeitando os tempos e mantendo alta a tensão.
Marco Santucci, com as suas figuras plásticas, desenhadas com perspectivas cinematográficas, e a transformação das paisagens urbanasem verdadeiros cenários de pesadelo, se confirma como um dos melhores desenhistas da série.


Matéria publicada origináriamente no blog: www.ilcatalfo.blogspot.it   

quinta-feira, 21 de janeiro de 2016


TESLA!
Por Alessio Fortunato.

terça-feira, 19 de janeiro de 2016


ACORDANDO...
Depois de momentos de descontração com Tesla e Harlan, voltando da cervejaria "Águia Verde", Kurjak, bem sobre a Ponte Carlo, em Praga, voltando para o Teatro dos Passos Perdidos, ele teve alucinações e atacou seus amigos. Tesla o colocou para dormir. Abaixo, ele acorda e, passa a relatar o que aconteceu para seus amigos e Caleb Lost. Segundo ele, está de "ressaca", a pior da sua vida. Também pudera, ele teve sua mente controlada por um telepata a quilômetros de distância, pois é o único do grupo suscetível a isso. Ele desenha uma estrela cortada por um raio. É o que se lembra do que aconteceu. Mas há uma personagem, perigosissíma, que não desistiu de se vingar de Dampyr. Zarema!
Desenhos de Mauro Laurenti - Dampyr 170 - Zarema

domingo, 17 de janeiro de 2016


DAMPYR 190 - A Sombra de Tziao Min (Falco, Califano)

Escrito por Davide Taras

Escrito por Claudio Falco e desenhado por Silvia Califano, o número 190 de Dampyr entrelaça vários fios da intrincadíssima continuidade que sempre caracterizou à Série.
Harlan e sócios, ladeados pelos mercenários protagonistas da aventura "Soldados de Ventura", caçam o Mestre da Noite Tziao Min - na sua segunda aparição - em uma luta ambientada no extremo oriente, entre o Vietnam e a China.
A edição tem ligação com o que foi narrado no recente Especial "O livro do tempo perdido" (escrito pelo mesmo Falco), com Dampyr forçado a reviver pessoalmente, em uma espécie de deja-vu, às ações envolvendo Kurjak, procurando obviamente de evitar-lhe, de todos os modos, um triste fim. Agora é natural perguntar se - e quando - veremos os eventos reservados aos outros personagens.
Bem clássico este número, rico de clássicas cenas de ações dampyrianas e com alta tensão, é seguramente um dos melhores dos últimos tempos. O mérito não é somente da história de Falco, mas também dos desenhos, que como é tradição na série, estão super bem tratados e negros, por Califano, os quais graças a um tratamento detalhado e realístico confere grande expressividade aos personagens sem esquecer - de fato - o cuidado com as ambientações.


Publicado originariamente no site italiano: www.lospaziobianco.it

sexta-feira, 15 de janeiro de 2016


POBRE GUNNARSSON!
Gunnarson conseguiu descobrir a verdade sobre Harlan Draka, e, num encontro contou-lhe que é um não morto. Seu maior desejo é vingar-se de seu Mestre, Krigar, o Senhor das Guerras! Gunnarsson o conheceu na Guerra dos 30 Anos.
Krigar como seu mestre, tem poder sobre ele, e o força a atacar os caçadores de vampiros. No último instante "faz um acordo" com Harlan. Ao morder Dampyr, esse antes dele morrer, consegue entrar na mente de Krigar. Uma cartada arriscadíssima, mas a única forma de conseguir localizar o covil do Mestre da Noite.
Harlan repassou o que "viu" para Caleb Lost em Praga. A foto que Caleb devolve para ele, via celular, bate com o que viu... Uma casa sobre uma falésia na Noruega.
Os desenhos são de Giuliano Piccinnino - Dampyr 185 - O Fim da Caça.