segunda-feira, 21 de janeiro de 2019


Hellfire Club

História e roteiro: Nicola Venanzetti
Desenhos: Fabrizio Longo
Capa: Enea Riboldi


Crítica de Paolo M.G. Maino

Retorna para nos contar uma história de Dampyr, o bravo Nicola Venanzetti, que depois do número 200, assumiu um ritmo discreto e está apresentando uma história ao ano (os outros álbuns foram o 203 e o 213, sem contar a história 3 do Maxi Dampyr 8, que saiu no verão (europeu) de 2016), tendo como desenhista Fabrizio Longo (desenhista do Especial 12 e do Dampyr 217). A escolha de desenhar essa história de Venanzetti que recaiu sobre Longo, foi correta, dado o peso das sombras, depois de mostrar o inferno dantesco no Especial 12 e o encontro titânico entre dois Golem no Dampyr 217, agora é a vez de visualizarmos as orgias sadomasô do Hellfire Club e os ritos violentos da obscura (ou melhor "negra) deusa, contra quem devem lutar Harlan e pards. 
A sinopse da história (pelo menos a parte inicial para evitar excessivos spoilers), conta que no condado de Kent, na Inglaterra, um rico agente imobiliário morre em circunstâncias misteriosas, aparentemente vítima de um jogo sadomasô que acabou em tragédia, mas as investigações de Simon Fine, detetive da Scotland Yard, amigo de longa data de Harlan e dotado de poderes paranormais (sobretudo da não comum habilidade de abrir portas no multiverso), percebe que se trata de um homicídio ligado a qualquer coisa de obscuro e sombrio. Com a chegada de Harlan e Kurjak e, seguindo essa possível pista, os três chegam a herdeiros do Século XVIII e ao Hellfire Club, aonde se cultura uma entidade misteriosa: a Deusa Negra. Histórias do passado e do presente (como é comum em Dampyr) se ligam e se cruzam em um cenário que oscila entre a depravação dos ricos nobres à procura por emoção, transgressões, violência e o sangue que a Deusa Negra pede como marca de submissão (e obviamente o tema da submissão é o pano de fundo que liga as páginas da história a partir da corajosa capa de Enea Riboldi. Capa que ainda me faz perguntar se Dampyr seria na verdade, uma série "Audace" travestida de série regular...
Venanzetti sabe alternar as partes com mais diálogos às cenas de ação e, sobretudo as cenas em vemos ganhar vida os ritos e orgias. A atmosfera geral está talvez, para mim, menos evocativa e misteriosa do que no ótimo Ano Novo Céltico (Dampyr 213), mas o autor se confirma como uma sólida realidade do staff de escritores de Dampyr. Venanzetti conhece a série e foi hábil em inserir nas suas últimas três histórias, personagens e elementos amados pelos leitores de longa data. Neste caso é a vez do investigador com poderes paranormais Simon Fine que estreiou no Dampyr Especial 2, desenhados por Giovanni Freghieri (álbum de uma importante visita de Harlan a Londres, visita onde ele e Harlan encontrariam um outro investigador da Bonelli, ou seja, Dylan Dog, mas na época o encontro foi vetado e somente aconteceu há pouco mais de um ano). A escolha de fazer Harlan e Kurjak interagir com Fane não foi casual e está estreitamente ligada aos elementos que o nosso caro caçador de vampiros deverá recolher para chegar a resolução da história.
Pessoalmente, a história de Venanzetti me convenceu, com uma única excessão, talvez um pouco apressado o óbvio, o fator decisivo. Não falo mais para não cair em inúteis spoilers... se quiserem podemos falar no grupo "A aventura em quadrinhos de A(dam) a Z(agor)!".
Na frente dos desenhos, as páginas de Fabrizio Longo (que tive a sorte de ver os originais e em grande formato durante uma breve visita à redação), são realmente muito apuradas e são melhores que os dois trabalhos anteriores do desenhista. Como já disse, o roteiro pleno de cenas obscuras, de interiores mal iluminados, quando não em túneis cavernosos é um ambiente natural para os claros/escuros de Longo. Acrescento mais elogios ao trabalho de reproduzir as pinturas oníricas e alucinados quadros de Johann Heinrich Fussili (podem ver um exemplo na foto acima e publicado no site da Sergio Bonelli).
E agora esperemos a estréia de um novo desenhista para Dampyr, Simone Delladio, que nos levará a uma história escrita por Gualtieri no mundo de aventura dos piratas, piratas vampiros certos, mas ainda piratas!



Crítica publicada no blog: fumettiavventurarecensioni.blogspot.com

sábado, 19 de janeiro de 2019



O QUE ESPERA POR DAMPYR EM 2019!

Há um ano mais arriscado que os outros, na difícil existência do Dampyr Harlan Draka e de seus pards Tesla e Kurjak? Não exitamos em dizer que provavelmente será isso! Depois dos sádicos maníacos do revivido Hellfire Club, os nossos heróis encontrarão vampiros submersos nas águas das Antilhas e a turma de piratas de Akhar Nun, para depois encontrar-se com a doméstica não-morta da COndessa Erszbeth Bathory. A maioria dos problemas, no entanto, virá de dentro do trio...

Emil Kurjak será transformado em vampiro? Qual diagnóstico a respeito de sua tosse, apontará o oncologista Armand Kergaz? E, sobretudo, o parasita alienígena que está no seu corpo (a máscara pálida), o conduzirá para o caminho do mal? Em uma série de histórias coligadas entre elas e sem um segundo para respirar, os nossos heróis serão envolvidos em um turbilhão sobrenatural de perigos: do Bairro da casa vermelha em Nova Orleans onde a súcuba Eisebeth Zenumium encabeça a lista de moças especiais do bordel Mahogany Hall aos mundos perdidos de H.P.Lovecraft, Harlan enfrentará o terrível Barão Samedi e o ainda mais assustador Homem Negro, alter ego do único Grande Antigo, capaz de andar sobre a face da Terra.

No mundo paralelo onde age a Companhia Guerreira de Rhaleya, a guerra se tornará total e incursão de Cthulhu e aliados a propagará para todo Multiverso, com uma insólita aliança entre Dampyr e os Príncipes Demônios. Mas de que parte estará Kurjak? Alguém sussurou tê-lo visto nos braços da Princesa Xeethra, outros dizem que agora é ele quem lidera a Armada do Caos entre as bizarras torres de Carcosa... Este é apenas o antepasto dos horrores que nos esperam! 
Mauro Boselli e Giorgio Giusfredi

Página de Simone Delladio
Página de Simone Delladio
Página de Simone Delladio
Página de Simone Delladio
Página de Fabio Bartolini
Página de Nicola Genzianella
Página de Nicola Genzianella
Página de Maurizio Rosenzweig
Página de Maurizio Rosenzweig
Página de Luca Rossi
Página de Luca Rossi
Página de Luca Rossi
Página de Corrado Roi
Página de Alessio Fortunato
Página de Luca Rossi


Matéria publicada originariamente no site: www.sergiobonellieditore.it

quinta-feira, 17 de janeiro de 2019


"RECEPÇÃO" MAORI!
 
Turistas desaparecidos nos últimos seis meses numa floresta da Nova Zelândia.
No local está sendo rodado uma nova temporada do programa de televisão "Adventure Show"!
Ringatira, um vidente cego do vilarejo aonde o programa está sendo rodado, sonhou com dois guerreiros que estão a caminho para enfrentar os demônios da floresta, esses guerreiros são Harlan e Kurjak!
Na sequência acima, os jovens nativos não simpatizam muito com os estrangeiros, rapidamente provocam uma briga, que cessa com a chegada do líder local.
 
Dampyr 117 - A selva do medo - história de Claudio Falco com desenhos de Maurizio Dotti.

terça-feira, 15 de janeiro de 2019


VISITA AO PADRE ALVISE!
O demônio Vassago (o demônio das coisas perdidas), está em ação novamente!
O objetivo dele é a Clavis Pristina, uma chave que pode abrir portas para outros mundos. A pista para chegar a ela, está numa composição de Wolfgang Amadeus Mozart...
Na sequência acima, o Padre Alvise, amigo de Dampyr que mora em Veneza, recebe uma estranha visita... em sonho! Depois disso, ele parte para Praga, para contar tudo ao amigo!

Dampyr 205 - A sétima chave - História de Claudio Falco com desenhos de Alessio Fortunato.

domingo, 13 de janeiro de 2019


MANUEL ASSUSTADO!
Erlik Khan declarou guerra contra Dampyr! E ela acontecerá no Oriente Médio. Manuel um mercenário da tropa de T-Rex fica assustado ao ver o Capitão Bromowski.
Mas não é somente ele que assusta com os aliados do filho de Draka. O próprio T-Rex se assusta ao encontra com Jim Fajella, o policial vampiro, da cidade de Las Vegas.

Dampyr 200 - A armada de Harlan Draka (história de Mauro Boselli com desenhos de Luca Rossi)

sexta-feira, 11 de janeiro de 2019


Página do Dampyr de janeiro! Desenhos de Fabrizio Longo!

quarta-feira, 9 de janeiro de 2019


DESENHISTAS DAMPYRIANOS!
Da esquerda para direita: Giorgio Gualandris, Vanessa Belardo e Marco Villa!