segunda-feira, 3 de agosto de 2015


Amanhã nas bancas italianas: Dampyr 185

Quem é o misterioso Dampyr que viveu no Primeiro Milênio?...

O SEGREDO DE AMBER TREMAYNE
História: Mauro Boselli
Roteiro: Mauro Boselli
Desenhos: Mauro Laurenti
Capa: Enea Riboldi

A bela Amber, princesa de Gwynedd, revela os seus segredos... Como conseguiu, mesmo sendo uma estéril Mestra da Noite, a conceber um filho com o general romano Magno Massimo... Como perigosamente "ergueu" o jovem Aurelio Ambrosio, destinado no futuro, junto com seu amigo Artos, a liderar o resgate da Britania... Qual foi a relação com sua filha Severa, que decidiu desafiá-la e se transformou em Black Annis, rainha dos terríveis Tylwyth Teg... E, enfim, como encontrou com o Dampyr do quinto século depois de Cristo...

Matéria publicada originariamente no site: www.sergiobonellieditore.it

sábado, 1 de agosto de 2015


FUMETTO FUMETTIX!
Desenhos de Daniele Statella feitos especialmente para o evento, que acontecerá amanhã em Andorno Micca - Itália.
 

quinta-feira, 30 de julho de 2015


Hoje nas bancas italianas: Maxi Dampyr 7


Amor e morte, horrores e névoas, guerra e destruição, para um verão de calafrios...

MAXI DAMPYR 7
A chama de gelo
Argumento e roteiro: Diego Cajelli
Desenhos: Fabrizio Russo
Uma jovem inocente raptada por um bando de foras da lei, que de repente se revela uma criatura desumana e perversa...

A névoa
Argumento e roteiro: Luigi Mignacco
Desenhos: Marcelo Mangiantini
No coração de Massachusetts, uma névoa fora de estação se condensa sobre as águas do Lago Armanack, criada pela barragem de Waste Valley... Através dela, os Grandes Antigos procuram uma brecha para atacar nosso mundo...

Mogadíscio
Argumento e roteiro: Antonio Zamberletti
Desenhos: Luca Raimondo
Tiroteios,tráfico de armas, atentado... e vampiros! Um velho amigo de Kurjak chama os nossos heróis à zona de guerra na Somália, para enfrentar um potente Mestre da Noite!
Matéria publicada originariamente no site: www.sergiobonellieditore.it

terça-feira, 28 de julho de 2015


TESLA!
Por Fabrizio Russo.

domingo, 26 de julho de 2015


ENTRANDO NA HISTÓRIA...
Abaixo, o momento da segunda aparição de Harlan Draka no Brasil. Em Dampyr 171, ele está no Rio de Janeiro. Numa rua, num Bairro, nosso herói consegue conter os ânimos de um esquentadinho local, que quer "acertar as contas" com um menor de rua. O artista, agradece a gentileza, mas nossos heróis pedem ajuda: querem falar com Mãe Eugênia. Ela não gosta de visitas, quanto mais de estrangeiros. Mas algo está acontecendo nas vielas das favelas da Cidade Maravilhosa. Meninos de ruas estão sendo transformados em vampiros... e a deusa do sincretismo, Iansã, pode ser a culpada.
O diálogo com Mãe Eugenia não se mostrou frutrífero e, ela ainda deu conselho interessante para nosso soldado: "Não se preocupe em ofender a deusa, os perigos que correrão são de outra natureza. Natureza calibre 7.62."


Desenhos de Daniele Statella - Dampyr 171 - Meninos Perdidos.

sexta-feira, 24 de julho de 2015



PORTFÓLIO DE ALESSANDRO BOCCI
MESTRES DA NOITE 2



Matéria publicada originariamente no site: www.sergiobonellieditore.it

quarta-feira, 22 de julho de 2015


CRÍTICA - DAMPYR 184

Título: Dampyr 184
Episódio: Os Esquecidos
História: Diego Cajelli
Roteiro: Diego Cajelli
Desenhos: Fabrizio Russo
Colorido: Não
Capa: Enea Riboldi
Letrista: Omar Tuis
Páginas: 96
Editora: Sergio Bonelli Editore

O número de Dampyr nas bancas este mês nos leva ao Japão, onde reencontraremos Kenshin (o Yakuza que encontramos nos números 76-77) que, abandonou para sempre a vida de mafioso, e leva uma vida tranquila como pescador, junto a sua namorada Keiko.

Entre Keiko e Kenshin as coisas vão realmente bem, a simples vida de pescadores, apesar das dificuldades agrada aos dois e, ao menos na aparência, parecem ser muito felizes.
Uma noite alguns elementos entram na casa de Kenshin e raptam Keiko; para reavê-la sã e salva, o pescador deverá ir até Kaze Jima, uma ilha perdida no Pacífico, e eliminar os soldados que por lá há anos.
Kenshin pede a Dampyr para ajudá-lo na missão e, uma vez juntos na ilha, deverão enfrentar um exército de demônios invencíveis guiados pelo General Tamasaburo e optar por deixá-los viver (o que significaria libertá-los pelo mundo com graves consequências) ou derrotá-los em batalha.

Excelente combinação, idealizada por Cajelli: guerra, monstros, antigas maldições e o inigualável senso de dever que caracteriza a cultura japonesa. A narração é bem conduzida, os momentos de horror, as cenas de ação e os flash-back são bem distribuídos pela edição, conseguindo envolver plenamente o leitor.
Ótimo também Fabrizio Russo, que soube reproduzir habilmente os diversos cenários em que se movem os protagonistas, reservando também o mesmo cuidado nos desenhos como de hábito, a começar pelos elegantes ternos risca-de-giz dos mafiosos japoneses às antigas armaduras dos demoníacos soldados de Tamasaburo que, no aspecto, recordam Eddie, a histórica mascote dos Iron Maiden.


Matéria publicada originariamente no blog: www.ilcatafalco.blogspot.com